Banho terapêutico para bebês: Saiba quais são os benefícios dessa prática

O banho do bebê não deve ser visto apenas como uma rotina de higiene. Trata-se de um momento ímpar, onde pais e mães podem fortalecer os vínculos com as crianças, além de dar início a uma série de experiências sensoriais ainda na primeira infância e o mais importante de tudo: Sem uso de componentes químicos que podem ser agressivos à saúde do bebê.

No artigo de hoje, você vai aprender o que é banho terapêutico, seus benefícios e quais são as ervas mais indicadas para esse verdadeiro ritual da criança. Não deixe de conferir.

Origem do banho terapêutico

A técnica do banho terapêutico surgiu no Japão, e por lá também recebe o nome de banho de ofurô, uma vez que é dado em baldes ou pias, que no país oriental são mais fundas do que as que temos por aqui.

Conforme citado na introdução, o banho terapêutico visa não apenas a higiene do bebê, mas também o cuidado e a preocupação terapêutica, algo muito importante.

O banho precisa ser um momento agradável e prazeroso, e é isso que a técnica proporciona aos pequenos.

Como dar um banho terapêutico

Para dar um banho terapêutico, é preciso enrolar o bebê em um pano e imergi-lo em água até o pescoço, o que torna o processo mais aconchegante.

O ideal é dar o banho no lugar mais quente da casa e a água deve estar em uma temperatura morna, entre 37ºC e 38ºC.

De maneira conjunta, pode-se adicionar ervas naturais ao banho, capazes de tranquilizar o bebê trazendo assim, mais qualidade de vida à toda família.

Para evitar que os bebês peguem as ervas com as mãos ou as ingira, é possível colocá-las dentro de trouxinhas de pano ou infusores de chá.

Os benefícios do banho terapêutico para bebês

E como já era de esperar, o banho terapêutico é capaz de trazer uma série de benefícios, vamos mostrar agora aqueles que são os principais.

Vínculo entre os pais e o bebê

O banho terapêutico é um momento harmonioso que requer atenção e consequentemente carinho dos pais. Isso naturalmente fortalece o vínculo entre os pais e o bebê.

Divisão de tarefas

Ter um bebê não é nada fácil no começo, trata-se de uma verdadeira aventura que requer esforço tanto do pai, quanto da mãe. Assim, o banho terapêutico pode ser uma ótima forma de divisão de tarefas, capaz de trazer mais harmonia ao lar.

Noites tranquilas de sono

O banho terapêutico visa tranquilizar o bebê, assim ao realizá-lo próximo de horários de descanso, pode facilitar noites mais tranquilas de sono.

Sem alergia

Outra questão importante ao redor do banho terapêutico são as menores possibilidade de desenvolvimento de alergias, uma vez que para realização da técnica, são utilizadas apenas ervas naturais, sem nenhum tipo de adição química.

Quais ervas usar?

As ervas mais utilizadas para banho terapêutico são:

  • Camomila: traz uma série de benefícios, além de ser naturalmente calmante;
  • Calêndula: ótima para eczemas, feridas, picadas de inseto ou problemas de pele;
  • Manjericão: Boa opção para tranquilizar e relaxar o bebê;
  • Hortelã: Erva conhecida por seu frescor, ajudando a melhorar resfriados e descongestionar vias aéreas;
  • Sálvia: A exemplo da hortelã, também ajuda a descongestionar e melhorar a respiração dos bebês.

Além das ervas, é possível utilizar também aveia, e amido de milho, a famosa maisena.

A aveia é uma boa opção para aliviar coceiras, alergias e ainda ajuda na hidratação da pele, enquanto o amido de milho é uma boa opção para períodos de calor, pois traz um frescor natural ao bebê.

A quantidade ideal de ervas, aveia ou amido de milho é de uma colher de sobremesa para cada litro de água.

Depois de aprender tudo sobre banho terapêutico que tal ter acesso a mais conteúdo informativo de maneira gratuita? Para isso, basta assinar nossa newsletter e receber artigos de maneira mensal diretamente em seu e-mail.

Deixar um comentário