Você tem dúvidas quanto à reutilização da sua garrafa PET para continuar bebendo água?

Mesmo sendo um pensamento consciente e que beneficia o meio ambiente, precisamos nos atentar a alguns detalhes na hora de tomarmos essa decisão para que nossa saúde não seja prejudicada.

Abaixo, falaremos alguns pontos que devem ser levados em conta no momento de reutilizar a garrafinha de água.

Preservação do meio ambiente

O plástico, desde seu processo de produção até seu descarte, causa um impacto negativo muito grande ao meio ambiente.

Para produzir o plástico, é preciso fazer a extração do petróleo e o refinamento do material, práticas que poluem de forma excessiva a natureza.

Após serem produzidas e utilizadas para o consumo de produtos, a maioria das embalagens plásticas são descartadas de forma inadequada.

Em lixões e aterros sanitários, o plástico é um material difícil de ser comprimido e, por esse motivo, ele acaba prejudicando o processo de decomposição de outros materiais orgânicos.

Além disso, o plástico pode levar mais de 100 anos para se decompor.

Por isso, a reutilização da garrafinha PET pode trazer muitos benefícios para o meio ambiente e reduzir a poluição.

Entretanto, como discutiremos a seguir, o cenário tem que ser visualizado como um todo e devemos levar em conta, principalmente, a nossa saúde.

Riscos para a saúde

Grande parte dos recipientes plásticos possuem em sua composição um aditivo chamado Bisfenol A (BPA).

O BPA é um composto químico instável que, com a variação da temperatura, pode contaminar os alimentos.

As consequências que podem ser trazidas pela ingestão do Bisfenol A são preocupantes. O BPA pode levar à disfunção do nosso sistema endócrino, alterando a produção hormonal.

Além disso, alguns estudos comprovaram que o consumo de BPA pode causar infertilidade, câncer de mama em mulheres, câncer de próstata em homens e, em grávidas, pode levar à má formação fetal.

Os danos do Bisfenol A são tão sérios que, em 2012, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) proibiu a venda de mamadeiras que possuam esse resíduo tóxico.

Como as crianças não têm seu sistema imune completamente maduro, estão mais expostas aos riscos provocados pelo BPA.

Outro grande problema causado pela reutilização das garrafas PET é a contaminação bacteriana.

Por não possuírem uma boa durabilidade, vão surgindo brechas e rachaduras nas embalagens (ainda que minúsculas) que permitem a entrada de micro-organismos.

Somado a isso, quando o recipiente plástico não é bem lavado, o ambiente torna-se ideal para a proliferação das bactérias: úmido, fechado e em contato constante com a boca e as mãos.

Para piorar, a lavagem das garrafinhas nem sempre é feita da maneira correta.

O bico estreito dificulta a higienização e contribui para a multiplicação das bactérias.

Higienização dos reservatórios de água

Vale destacar que a higienização dos locais onde a água mineral é mantida, como garrafões, também é essencial. Para que a qualidade da água do seu garrafão seja preservada atente-se à alguns detalhes:

– Verifique o lacre de segurança, certificando-se que ele não foi violado e repare na embalagem se possui a data de envase.

– Ao armazenar seu garrafão de água, mantenha-o em local seco, distante da luz solar e de produtos químicos ou de alimentos que possam exalar odores.

– Por fim, antes de utilizar seu garrafão, limpe sua embalagem exterior com detergente neutro ou passe um pano embebido com álcool 70% e deixe secar.

Essas medidas de limpeza são importantes, pois, aos serem transportados, os garrafões podem ficar sujos com poeira e micro-organismos que prejudicam nossa saúde.

Como você pôde ver, a reutilização da garrafinha de plástico para beber água pode acabar nos trazendo mais malefícios do que benefícios. Mas, ainda queremos ajudar o meio ambiente, não é mesmo?

Que tal utilizarmos essas embalagens para outros fins? Elas podem se tornar objetos, utensílios domésticos e muito mais! Temos o e-book “8 maneiras de reutilizar garrafas PET” para te ajudar nessa atividade!

É importante estarmos sempre muito bem informados, pois podemos nos prejudicar pensando que estamos fazendo um grande bem para a natureza, e acabar não levando em conta a nossa saúde!

Gostou? Baixe nosso e-book “8 maneiras de reutilizar garrafas PET”!

banner-reciclagem

Artigos Recentes

Deixar um comentário