Em pesquisa realizada com mais de 70 mil adolescentes brasileiros, foi levantado que 56% consomem bebidas açucaradas e 45% bebem refrigerante, ambas as bebidas ocupando o topo dos alimentos mais consumidos entre eles.

Mas a verdade é que o risco do consumo dessas bebidas não está apenas entre jovens. Muitas crianças, adultos e idosos também consomem refrigerantes e sucos artificiais quase que diariamente.

Em pesquisa realizada pelo IBGE em 2013, levantou que adultos consomem refrigerantes pelo menos 5 vezes na semana.

Cada vez mais cedo os pais oferecem essas bebidas para crianças e isso é consequência do consumo deles. As bebidas estão ocupando boa parte das casas do Brasil e muitas pessoas trocam a água por essas bebidas, o que é uma prática completamente errada.

O problema não é somente o açúcar

Apesar de o teor de açúcar contido nessas bebidas ser motivo suficiente para tornar o consumo prejudicial à saúde, essas bebidas apresentam ainda mais ingredientes perigosos. Alguns inclusive proibidos em países como Estados Unidos.

Ingredientes como corantes e estabilizantes artificiais apresentam risco à saúde e são precursores de doenças como cânceres diversos e doenças crônicas. Entre o refrigerante e suco artificial, não existe melhor opção.

Ambas são ricas nesses ingredientes prejudiciais para saúde.

Até mesmo as bebidas diets ou zero apresentam seus riscos, apesar de serem sem açúcar, principalmente devido aos adoçantes artificiais presentes nas mesmas.

A verdade é que essas bebidas não possuem sequer um nutriente que seja benéfico a saúde, tornando-as verdadeiras bebidas de calorias vazias.

Quais são os riscos?

Os riscos para quem consome diariamente essas bebidas são realmente sérios e vão muito além do ganho de peso. Veja abaixo.

Diabetes

Pelo altíssimo e espantoso teor de açúcar tanto do refrigerante quanto dos sucos artificiais, o risco de desenvolver diabetes tipo 2 é indiscutível.

O que acontece é que toda vez que é consumida uma quantidade exagerada de açúcar de uma vez só, o corpo precisa produzir muita insulina, hormônio responsável pela absorção da glicose.

Essa insulina com o tempo passa a ser cada vez mais requerida e começa a não funcionar, fazendo com que o açúcar fique circulante no sangue, desenvolvendo resistência a insulina e logo em seguia, a diabetes tipo 2.

Depressão

Uma pesquisa realizada em Carolina do Norte (EUA) pelo Instituto Nacional de Saúde levantou relação entre o consumo de refrigerante e o desenvolvimento da depressão ao analisar mais de 260 mil adultos por 10 anos.

O estudo afirma que o refrigerante contém ingredientes que prejudicam o funcionamento e produção normal de substâncias que são responsáveis pela sensação de bem estar, fazendo com que haja risco de desenvolvimento da depressão.

Doenças Renais

Custa muito caro para os rins metabolizarem tais substâncias contidas em bebidas artificiais, assim como o próprio consumo de álcool, o consumo de refrigerantes e sucos artificialmente adoçados também sobrecarregam os órgãos responsáveis pela filtração sanguínea.

Hipertensão e doenças cardiovasculares

Pelo acúmulo de gordura visceral que o consumo dessas bebidas proporcionam, acaba sendo também um fator de risco direto para doenças cardiovasculares.

A hipertensão é outro tipo de doença que pode inclusive ser controlada ao retirar o refrigerante, como observou um estudo realizado na Universidade de Louisiana, nos EUA.

Todas essas doenças podem ser facilmente desenvolvidas com o consumo exagerado dessas bebidas. Mas existem outras que podem ser desenvolvidas com o consumo em logo prazo, como:

  • Câncer;
  • Doenças intestinais;
  • Gastrite;
  • AVC;
  • Alzheimer.

Alternativas melhores

É compreensível que ao retirar essas bebidas do consumo diário, acaba sendo necessário encontrar substitutos saudáveis para preencher o espaço. E existem alternativas infinitamente melhores para isso.

Tais atitudes podem mudar completamente o panorama de saúde de um país, melhorando índices de obesidade, sedentarismo e doenças crônicas.

A água com gás por exemplo é uma excelente alternativa para quem é viciado nas bolinhas gaseificadas do refrigerante. E vale saborizar a água com frutas como maçã verde, morangos ou laranjas, para quem adora um sabor a mais.

Para os sucos, preferir preparar com a polpa da fruta e água mineral de boa qualidade, aproveitando o doce natural das frutas, evitando usar açúcar para adoçar.

Sucos de frutas naturalmente mais doces dispensam a necessidade de adição de açúcar. Uma dica é utilizar polpa congelada, para que o suco fique deliciosamente geladinho!

Chás gelados também valem a pena. Feito em casa, com as ervas naturais compradas em feiras e infusão com água mineral de qualidade, é só esperar esfriar e adicionar algumas pedras de gelo.

Chás como erva mate, hibisco, chá de maçã, chá de casca de abacaxi tem sabores adoráveis e que combinam bastante com dias quentes. Mas nos dias frios, vale a pena fazer ele quentinho.

E por fim, a água mineral natural é sempre a melhor opção dentre todas. O líquido é insubstituível e é sempre importante ressaltar que é essencial para saúde em todas as fases da vida.

Beba mais água e menos bebidas artificialmente adoçadas.

Gostou das dicas? Então compartilhe essa ideia!

Artigos Recentes

Deixar um comentário