O número de pessoas com doenças renais aumenta a cada ano. No Brasil, em pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Nefrologia, levantou que em 2016 mais de 120 mil pessoas possuem doença renal crônica e precisam de hemodiálise, número este que triplicou em 16 anos. Ainda segundo a pesquisa, a prevalência é de 595 pessoas por milhão.

Existem alguns fatores de risco para desenvolvimento de doenças renais, e são eles:

  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Obesidade;
  • Sedentarismo;
  • Alcoolismo.
  • Caso de doença renal na família.

Nesses casos, as pessoas se tornam mais propensas em desenvolver a doença renal crônica. Porém, existe também um fator que é silencioso mas igualmente perigoso: beber pouca água.

Sem dúvidas a água é o líquido mais importante para prevenir a saúde dos rins. Sucos e chás que possuem diversos nutrientes benéficos para os rins não substituem a função da água, que é auxiliar na filtração renal.

Como identificar que o seus rins não vão bem

Os rins tem como função primordial filtrar o sangue e toxinas para serem secretadas pelo organismo. Quando seu funcionamento está prejudicado, essas toxinas ficam circulantes causando diversos problemas, que podem ser inclusive letais, quando não tratados.

Existem alguns sinais para identificar que os rins estão com seu funcionamento prejudicado:

  • Urinar poucas vezes ao dia;
  • Urina escura e com cheiro forte;
  • Fadiga e sonolência;
  • Tremores nas mãos;
  • Pele seca e opaca;
  • Pressão alterada;
  • Sangramento na urina.

Ao identificar ao menos 3 destes sintomas, é importante procurar um médico nefrologista. Mas se você felizmente não apresenta nenhum deles, porém consegue identificar que bebe pouca água diariamente, você pode estar colocando a saúde do seus rins em risco.

Beber água é a melhor forma de prevenir

Manter uma alimentação saudável e balanceada e uma vida ativa com exercícios físicos, são sem dúvida hábitos que previnem diversas doenças, inclusive doenças renais.

Porém, o que pouca gente sabe é que simples atitudes cotidianas como a ingestão adequada de água, pode salvar a vida dos seus rins.

Nosso corpo é composto 70% de água e alguns órgãos necessitam ainda mais dela para seu funcionamento normal. Os rins são exemplo disso, requerem cerca de 80% de água e dependem fortemente dela para exercer suas funções primordiais de filtração do sangue para excreção das impurezas do organismo, através da urina.

Quando há pouca ou insuficiente ingestão de água, o rim concentra a urina como uma forma de reserva, podendo formar pedras nos rins e na bexiga, que são conhecidas como cálculo renal.

Nesse caso a água ingerida serve como um verdadeiro “desinfetante”, com ação de limpar as impurezas que o corpo produz e auxilando os rins à excretarem toda a “sujeira”.

Práticas como beber 1 copo de água ao acordar e beber pelo menos 2 litros de água durante o dia são essenciais e fazem toda a diferença quando o assunto é saúde do rim.

Outra atitude importante para aumentar o consumo de água é não esperar ter sede para isso. Programe despertadores para lembrar-se de beber água. A sede é um sinal de que o corpo já está precisando de água há muito tempo, e muitas pessoas ignoram esse sinal.

Vale lembrar que nenhum outro líquido substitui a água mineral nesse caso, pois somente ela possui os nutrientes necessários para limpeza e reposição de eletrolitos do corpo.

Mas atenção, pessoas que já possuem doenças renais, estão em tratamento de diálise ou estão em estágios avançados da doença, a quantidade de ingestão de água deve ser orientada pelo médico que acompanha o caso.

O rim é um órgão essencial para funções vitais do corpo, porém muito frágil e precisa ser cuidado com atenção. É muito simples prevenir a saúde desse órgão, por isso, evite ficar desidratado. Beba bastante água mineral diariamente e mantenha seu organismo limpo e livre de doenças e complicações!

Gostou das dicas? Então comente e compartilhe com aqueles que você se importa. 

Artigos Recentes

Deixar um comentário